MQTT – Conectando seu arduino à nuvem – PARTE 2

Fala galera!

Dia 02 sobre como conectar seu arduino à nuvem.

Espero que não fique muito grande os posts, pois este é o intuito de dividir em vários posts, para que cada um fique exclusivo com o seu conteúdo e não fique um post de 300 páginas chato demais!!!

Se você caiu aqui ao acaso, temos uma Parte 1 que lá eu ensino como configurar primeiramente o mosquitto e inclusive como mantê-lo seguro!

Agora vamos a parte 2 – Como conectar seu arduino  no servidor de MQTT!!

O que precisamos definir:

Primeiro e o mais importante: Qual embarcado ?

Bom, irei apresentar pra vocês um que eu gosto muito para esse tipo de aplicação, o famoso ESP8266 NodeMcu.

Vou colocar aqui o link de onde vende, não é nenhum tipo de propaganda, pois não ganho nada em troca, que é a FilipeFlop, Robocore  além claro das opções do ALI ou DX

 

  1. Wireless embutido
  2. micro-usb para deploy e alimentação de energia
  3. Até 5 conexões simultâneas tcp/ip
  4. GPIO com funções básicas tipo PWM e I2C e etc
  5. Opera bem até 9v porém 5v direto na usb roda bem
  6. Tem uma entrada analógica (pouco mas melhor que nada)
  7. Tamanho aproximado de 49×25

Com essa belezinha ai você pode ter uma autonomia muito boa de conexão wifi de um range  bem alto, então se sua casa não tiver mais de 200mts² em um ambiente bem aberto, muito provavelmente você irá se dar bem, mas claro se você mora em uma casa que o sinal do wifi não chega no quarto, realmente você terá problemas.

E como programar o ESP

Existem 2 modos: O modo hard-ultra-mega core e o modo normal.

O hard é programar em LUA, que eu devo dizer que é bem mais ‘fácil’ porém não existe quase nenhuma documentação e comunidade pra linguagem, então possivelmente você e mais uns 10 gatos pingados estarão programando no ESPlorer

O outro e ao meu ver o melhor jeito é utilizando a própria ide do Arduíno, mas para isso vamos precisar fazer algumas pequenas modificações na IDE, como instalar a placa.
Abra sua ide do Arduíno em qualquer versão, clique em arquivo / Configurações.

Irá abrir um menu de preferências, onde la embaixo terá um box onde estará escrito para você colocar URLs Adicionais de placas, vá lá e coloque este link:
http://arduino.esp8266.com/stable/package_esp8266com_index.json  . esse link vai habilitar várias placas adicionais do ESP no gerenciador de placas, então devera ficar assim:

Ai agora é só ir em Ferramentas/Placas e la em cima em gerenciar placas e digitar “ESP” e instalar as placas do ESP na versão que estiver estável lá no combobox, voltar lá e escolher, no meu caso da placa que eu escolhi, (NODE MCU 1.0)

 

Agora facilmente você pode brincar com os exemplos que vêm na placa do ESP e fazer seu próprio webservice e até mesmo um site dentro desse pequeno componente!

E ai gostaram?

Amanhã entraremos no MQTT em sí no Esp, pois precisamos passar por todos esses processo de configuração para não deixar ninguém perdido.
Quando começei a utilizar o ESP, fiquei bem perdido, pois não existiam muitas informações sobre o tema e muitas vezes tive que ir fuçando e descobrindo, então nada mais justo do que juntar tudo isso em vários posts bem detalhados para qualquer pessoa!!

Valeu e até o próximo post!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com